Ceará atinge maior saldo de empregos formais da série histórica

Você deve ler

 

Fonte: Caged/ Ministério da Economia

O Ceará registrou recorde histórico de saldo de empregos no acumulado dos meses de janeiro a setembro deste ano. Dos dados divulgados nos últimos 25 anos pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, a soma dos nove primeiros meses de 2021 já detém o melhor resultado alcançado pelo Estado, se equiparado a todos os anos anteriores completos, com 75.376 postos formais.

Somente em setembro, sexto mês consecutivo em crescimento, 13.667 novas vagas foram criadas, decorrentes da relação entre o número de contratações com carteira assinada (47.068), que superou o de demissões (33.401).

Conforme avaliação do Núcleo de Inteligência e Assuntos Estratégicos da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), a concepção e estruturação de um modelo para a ambiência de negócios do Estado, a saúde fiscal e os investimentos públicos feitos pelo Governo do Ceará nos últimos anos estão entre os maiores responsáveis pelo recorde histórico.

Em 2020, o Estado investiu R$ 2,48 bilhões, o que corresponde a 11,27% de sua corrente líquida e representa o maior percentual entre os estados brasileiros desde 2014. O aporte é considerado uma variável expressiva para o crescimento econômico regional, tendo em vista que impulsiona a geração de riqueza e contribui diretamente para o aumento de renda e criação de novos postos de trabalho.

Outro fator apontado pelo Núcleo é a vacinação em massa e o programa de reabertura da economia na pandemia do coronavírus, responsáveis por gerar um resultado 443% superior ao pior momento da crise, registrado em 2020.

O pacote estadual com 23 medidas tributárias como forma de apoio às empresas cearenses durante a pandemia também foi classificado como aliado imprescindível para alavancar o potencial dos investimentos e estimular a economia.

O secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Maia Júnior, destacou o resultado positivo em meio às crises econômicas vivenciadas pelo país desde 2013 até os dias de hoje, enfrentando a pandemia. “É um feito realmente relevante, se levarmos em consideração a crise econômica, períodos alternados de seca, grandes dificuldades no Brasil e no mundo com a pandemia, isso tudo torna relevante esse resultado”, avalia.

O titular da pasta destaca que o Ceará possui ainda um estoque alto de pessoas desempregadas, sendo o principal compromisso do Governo do Estado reverter o quadro “em um momento em que começamos a tomar um caminho de recuperação depois de um intenso período dedicado a salvar vidas e criar condições para que os cearenses sobrevivessem a uma pandemia. Sem dúvida nenhuma esse momento alegra não só a mim, mas todos que fazem a Sedet e o Governo pela relevância desses números. Temos muito a comemorar, mas ainda falta uma caminhada longa para que realmente possamos atingir um perfil de serviço que a população cearense merece e espera. Vamos continuar trabalhando para alcançar marcas melhores ainda”, completa.

Ascom Adece

#Caged #Contratações #Coronavírus #Empregos #Sedet #Vacinação

spot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, escreva seu comentário!
Nome

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ
spot_img
PUBLICIDADES
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Anuncie a sua empre aqui

anuncie sua empresa aqui

Rádio

Rádio

Postagens Relacionadas

spot_img